Prevenção do suicídio

Patrícia Saar Paz*

Em nossa última publicação trouxemos uma reflexão baseada na série 13 reasons why, que apresenta o tema suicídio de maneira equivocada ao coloca-lo nas formas de escolha e vingança.

No texto de hoje proporemos tratar o suicídio como uma possibilidade.

Quando uma pessoa pensa em acabar com a própria vida é muito provável que esteja vivendo um sofrimento quase insuportável, que já não veja sentido em seguir adiante ou não tenha encontrado caminhos para isso. Então o suicídio é, sim, visto como uma possibilidade por essa pessoa e se não o encararmos dessa maneira, dificilmente conseguiremos prestar uma ajuda útil para sua prevenção.

Diante da possibilidade de que uma pessoa querida tire a própria vida, quais condutas podemos adotar?

Trate a situação com seriedade

Só está querendo chamar a atenção. Sempre que alguém me apresenta essa justificativa eu questiono: e por quais motivos essa pessoa está precisando chamar atenção? O que será que está vivendo que justifica essa necessidade? Vale a pena correr o risco de tratar como capricho?

Chamar atenção pode ser uma forma de pedir socorro. Então leve a situação à sério. Lembre-se, o suicídio é uma possibilidade.

Somente ofereça ajuda se houver real disposição para ajudar

Lidar com as dores alheias é pesado, difícil, exige comprometimento. Caso você não se perceba com uma real disposição ou preparo para estar presente com alguém que sofre, mobilize outros recursos para ajudar. Você pode fazer contato com pessoas de sua rede, por exemplo, e explicitar suas preocupações.

Aproxime-se e diga o que está pensando

Algumas pessoas reagem automaticamente à pergunta “está tudo bem?” não vendo aí uma verdadeira possibilidade de se abrir. Que tal falar abertamente de sua preocupação? Mencionar o medo de que a outra pessoa possa ferir-se ou fazer algo definitivo tem potencial para abrir um espaço de conversação mais honesto e direto.

Ouça, ouça e ouça.

Essa é, provavelmente, a postura mais útil que se pode adotar. Você não precisa (e não pode!) resolver o problema vivido pelo outro, não tem que saber o que dizer, não deve tentar aconselhar. Mas pode ouvir. Com atenção, empatia, carinho. Saber que alguém está interessado e se importa é uma ajuda realmente valiosa que costuma fazer grande diferença. E não subestime o sentimento alheio, o que a seus olhos seria algo simples e fácil de superar ao outro pode ser fonte de grande sofrimento.

Quando parecer necessário, haja.

Estamos lidando com o suicídio como uma possibilidade, portanto, ações práticas para garantir a integridade do outro se farão necessárias. Mobilizar sua rede de apoio para que a pessoa tenha companhia atenta, solicitar cuidados profissionais, recorrer à medicação (prescrita por profissional capacitado). Tentar garantir, dentro do possível, que o ambiente é seguro e que não há recursos acessíveis capazes de causar dano.

Estas são ações uteis para momentos críticos e é importante que tenhamos clareza do que fazer. Assim como é importante investir em relações mais sadias com quem nos cerca. Sejamos mais cuidadosos, atentos e empáticos uns com os outros.

Imagem: ilustração do livro O casaco de Pupa, escrito e ilustrado por Elena Ferrándiz, publicado pela JujubaEditora. 

*Patrícia Saar Paz CRP 04/34248 é psicóloga clínica na cidade de Belo Horizonte (MG). Atende crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias. Contanto: multiversoterapeutico@gmail.com

1 comentário

Arquivado em Temáticas Contemporâneas

Uma resposta para “Prevenção do suicídio

  1. Rafael Lemos

    Patricia,
    Acompanho sempre as publicações.
    Parabéns à toda equipe pelo trabalho!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s